BrasilDestaques

VÍDEO: Faustão agradece orações, comemora recuperação após transplante e revela que já está andando e não sente dor

Quatro dias após realizar transplante de coração, Faustão usou as redes sociais nesta quinta-feira (31), para agradecer às orações recebidas e à família do doador. O apresentador também falou sobre a recuperação e disse que já está andando. Como tem acompanhado o ClickPB, a cirurgia foi realizada no último domingo (27).

“Sinto meu coração batendo mais forte”, diz Faustão após transplante

“Agradecer as manifestações de milhões de pessoas rezando, fazendo mandingas, torcendo pela minha recuperação. Estou com a voz ainda assim, porque eu fui entubado, mas está recuperando. Já estou andando. Não sinto nenhuma dor. Estou completamente recuperado”, disse Faustão.

Visivelmente emocionado e com início de choro, o apresentador aproveitou para agradecer especialmente à família do doador Fábio Cordeiro, um jogador de 35 anos, que morava no litoral de São Paulo e morreu de AVC. No vídeo, Faustão destacou que quer agradecer pessoalmente.

“Fazer agradecimento especial ao José Pereira da Silva, pai do Fábio, que teve uma grandiosidade incrível, um generosidade absurda e proporcionou que eu continuasse vivo. Eternamente grato ao José Pereira da Silva, homem simples… eu fico emocionado porque ele me deixou a chance de viver de novo. Agradecer ao Erisson, irmão do Fábio, a Jaqueline, a viúva.. essas pessoas que eu tenho que agradecer, que a hora que eu precisei me deram um coração novo. Jamais esquecerei de vocês e vou um dia vou agradecer pessoalmente”, disse.

Ainda tomado pela emoção e gratidão de ter um novo coração, Fausto Silva chamou a atenção para a importância da doação de órgãos. “Para que todo mundo tenha a certeza do que é um transplante, 60 pessoas esperaram menos de um mês, eu dei sorte nessa fila. Importante você saber que estou aqui muito emocionado. A recuperação é fantástica! E agora é motivar todo mundo a fazer do país o primeiro doador de órgãos do mundo. Temos que conscientizar! Não tem que ser obrigatório. Tem que todo mundo falar isso”, enfatizou.

( click pb)



Botão Voltar ao topo