DestaquesPolítica

Veneziano recebe Ministra da Ciência, Tecnologia e Inovação e assegura R$ 13 milhões junto à Finep para a reestruturação do PaqTcPB

O Vice-Presidente do Senado Federal, Senador Veneziano Vital do Rêgo (MDB-PB), recebeu nesta quarta-feira (01) em Campina Grande a Ministra da Ciência, Tecnologia e Inovação, Luciana Santos. Na oportunidade, durante anúncio para a expansão do Laboratório de Avaliação e Desenvolvimento de Biomateriais do Nordeste (CERTBIO), Veneziano assegurou junto à Finep (Financiadora de Estudos e Projetos) R$ 13 milhões para a reestruturação da Fundação Parque Tecnológico da Paraíba (PaqTcPB)

“Tendo a oportunidade de receber a Ministra da Ciência, Tecnologia e Inovação, Luciana Santos, em visita ao nosso Parque Tecnológico, para onde, com muita alegria, asseguramos a viabilização junto à FINEP de recursos de R$ 13 milhões via dois convênios, para sua reestruturação e investimentos em novos projetos na PaqTcPB”, disse Veneziano, ao destacar que, recentemente, recebeu a garantia da liberação dos recursos pelo próprio Presidente da Finep (Financiadora de Estudos e Projetos), Celso Pansera. Confira a mensagem de Veneziano aos membros do PaqTcPB: https://www.instagram.com/p/CzG_AMcuGTv/

O diretor geral do PaqTcPB, José Nilton Silva, destacou a importância dos recursos assegurados por Veneziano. “Hoje foi um dia muito importante para o parque”, destacou o diretor. “A presença do Senador Veneziano é de extrema importância, pois soma forças e contribui para o nosso estado. Ter os parlamentares nessa linha, trabalhando, em conjunto em prol do desenvolvimento da nossa região é muito importante”, disse.

A Ministra Luciana Santos agradeceu aos parlamentares paraibanos os esforços em favor da ciência e lembrou que o Brasil hoje volta a ter uma política de investimentos no setor. “É preciso essa união de forças. Eu agradeço ao senador seu empenho junto à FINEP para a liberação de R$ 13 milhões para o PaqTcPB. A ampliação do parque está em sintonia com os esforços do MCTI de melhorar a infraestrutura de pesquisa regional e descentralizar os investimentos em ciência”.

Assessoria de Imprensa



Botão Voltar ao topo