DestaquesPolítica

TRE já tem maioria para cassar quatro vereadores de Campina Grande

Quatro vereadores de Campina Grande estão na iminência de perder os mandatos devido às denúncias de fraudes nas eleições proporcionais realizadas no ano de 2020.

O Tribunal Regional da Paraíba avançou, nesta segunda-feira, na apreciação em bloco das cinco AIJEs (ações de investigação judiciais eleitorais) protocoladas contra os partidos Democratas (atual União Brasil), Solidariedade e Pros.

A maioria dos juízes da Corte eleitoral já se posicionou pela cassação dos edis Waldeny Santana e Dinho Papaléguas (eleitos pelo DEM), Carol Gomes e ´Rui da Ceasa´, que conquistaram o mandato pelo Pros.

O juiz Fábio Leandro, relator dos processos, fez um detalhado voto, propugnando pela cassação dos citados edis, sendo acompanhado pelos colegas Bruno Teixeira, Maria Cristina Santiago, Agamenildes Dias e José Ferreira Ramos Júnior.

No caso do vereador Waldeny Santana, ele deverá ser também penalizado com a inelegibilidade por oito anos, por ser à época do pleito presidente municipal do Democratas.

A decisão do TRE-PB, que comporta recurso, deverá ensejar a nova totalização dos votos proporcionais na cidade.

As ações eleitorais denunciam fraudes no registro de candidaturas, com a apontada denúncia de uso de ´candidaturas laranja´ para completar a cota de gênero exigida pela legislação eleitoral.

O relator não pediu a cassação do mandato do vereador Saulo Noronha (SD).

( paraibaonline.com.br)



Botão Voltar ao topo