DestaquesNotícias

SUBVARIANTE: Hospital em Campina Grande suspende visitas após ‘nova onda’ de covid-19

O Complexo Hospitalar Municipal Pedro I, em Campina Grande, anunciou estar adotando medidas de enfrentamento ao surgimento de novos casos de covid-19.

Além da ampliação do número de leitos para pacientes com coronavírus, a unidade hospitalar suspendeu temporariamente todas as visitas a pacientes a partir desta quarta-feira (3). Para os acompanhantes das enfermarias, somente será permitida a troca a cada 24 horas.

“Esta decisão foi tomada em conformidade com as diretrizes das autoridades de saúde para minimizar o risco de exposição e propagação do vírus. Entendemos que a visita de familiares e amigos desempenha um papel importante no bem-estar de nossos pacientes, porém, neste momento, é crucial priorizar a segurança de todos”, afirma nota divulgada pela unidade nas redes sociais.

Atualmente, o Pedro I tem nove pacientes internados, sendo um deles em UTI. De acordo com o diretor médico do hospital, Vitor Nobre, as internações são decorrentes do fato de os pacientes apresentarem outros agravantes associados, como comorbidades ou doenças de base.

“É uma nova onda da doença, o que é comum na evolução dos vírus respiratórios, mas se trata de uma subvariante da Ômicron, então as pessoas que estão imunizadas tendem a apresentar sintomatologia leve. É preciso tranquilizar a população e orientar a adotar medidas como higienizar as mãos, e usar máscara caso esteja com sintomas”, disse Vitor.

Uso obrigatório de máscaras

No final de 2023, a Vigilância em Saúde do Município emitiu uma circular orientando o uso de máscaras nas unidades hospitalares.

Também através de nota, o Pedro I informa que o “uso de máscaras é obrigatório em todas as áreas do hospital” para acompanhantes e pacientes que visitam a unidade hospitalar para exames e consultas.

Atendimentos para pacientes com covid-19 em Campina Grande

O Hospital Municipal Pedro I, de acordo com a prefeitura de Campina Grande, é a maior referência na região para atendimento a pessoas com sintomas de covid-19. Além dele, o Hospital Municipal Dr. Edgley e as duas Unidades de Pronto Atendimento realizam o atendimento a pacientes adultos.

O Hospital da Criança e do Adolescente é a referência para pessoas até 14 anos e o Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (ISEA) para gestantes. No Centro de Saúde Francisco Pinto, nos distritos e nas unidades do Complexo Aluízio Campos também é realizada testagem.

( f 5 online)



Botão Voltar ao topo