Situação em Pocinhos larga na frente e lança seus pré-candidatos a prefeito e a vice-prefeito

 

O vereador Emmanoel Pereira(PDT), mais votado nas eleições passadas, que está no seu primeiro mandato, foi escolhido como pré-candidato a prefeito. O empresário Márcio Guimarães, do Prós, será seu candidato a vice.

 

A situação em Pocinhos, lideradas pelos partidos PDT, Prós e PDT, largou na frente e já anunciou a formação de sua chapa para disputar as eleições de 2020, que acontece em primeiro turno, dia 15 de novembro.

Depois de vários embates, debates, reuniões e articulações com o lançamentos  de outras pré-candidaturas, no final de semana, uma reunião, entre os líderes partidários decidiram por confirmar a pré-candidatura do vereador Emanoel Pereira( PDT), a prefeito e do empresário, Márcio Guimarães, presidente do Prós, como pré-candidato a vice. O posicionamento do prefeito Cláudio Chaves (PTB), foi decisiva para definição dos nomes.

Durante meses, foram muitas idas e vindas, com  a disputa interna do Prós, que passou a defender o nome do empresário Hélio Melo ( Hélio do Frango), como candidato a prefeito, e Emannoel Pereira (PDT), a vice.

Antes haviam outros postulantes como a vice-prefeita Maísa Souto, professores  Júlio César e Hilton Guimarães, advogado Bismarck Martins, vereador, Dr. Jorge Alberto, mas ao final sobraram apenas Hélio e Emanoel.

Foi proposta uma pesquisa aceita por Hélio, que em entrevista disse que “ se não saísse vencedor apoiaria Emannoel”, mas este não abriu mão de ser o cabeça da chapa, o que levou o empresário a desistir da postulação.

O Prós tentou outras alternativas, sempre focado na união do grupo, mas como o pré-candidato do PDT, se manteve irredutível, e para o grupo não se desgastar ainda mais, uma reunião selou o acordo e através de nota ( Veja na íntegra), Márcio Guimarães, aceitou ser o vice.

A DECISÃO DO PRÓS.

A questão é que ainda existem algumas resistências, e caberá ao prefeito Cláudio e os pré-candidatos escolhidos debelar as chamas e “ sarar “ algumas feridas, para tentar chegar no dia da eleição, com o grupo unido para tentar uma terceira vitória seguida contra a oposição liderada pelo deputado Adriano Galdino, que já lançou sua esposa, Eliane Galdino ( Avante), como a pré-candidata, faltando definir o vice, que sairá de uma pesquisa, com os nomes de Roberto Souto, vice de Eliane, na eleição de 2016; Nena do Mercadinho e o vereador Pauliano Lamec, que na eleição passada estavam na situação e recentemente se aliaram ao gurpo adrianista.

O agropecuarista Eriberto Gondim, do Podemos, surge como uma terceira via e garante que sua candidatura é pra valer, e está articulando um nome para compor sua chapa como vice.

Aguardemos os próximos desdobramentos, desta que certamente, será uma campanha bastante acirrada.

Adriano Galdino, vem de duas derrotas consecutivas ( 2013 e 2016), quando seus então candidatos Artur Galdino ( sobrinho) e Eliane Galdino( esposa), perderam para Cláudio Chaves.

Agora é esperar o dia 15 de novembro, para ver quem sairá vencedor desta vez.

Que seja uma campanha limpa, com propostas e respeito aos adversários.

Como estamos em período de pandemia a campanha será diferente. O uso das redes sociais será um excelente instrumento para a interação dos candidatos e eleitores.

Pelo menos 68 candidatos a vereador, disputarão 11 cadeiras na” Casa de José Odilon de Brito”.

(REDAÇÃO-UBIRATAN CIRNE)

Load More Related Articles
.