Sem lockdown: Bruno mantém questionamento a dados do Estado sobre a Covid em Campina Grande e reafirma: “a cidade se manterá como referência da preservação de vidas e da geração de empregos”

APÓS VIDEOCONFERÊNCIA!

Prefeito, via live, critica Secretaria Estadual de Saúde e exibe números que evidenciam falta de planejamento e ineficiência do governo no combate à doença.

O prefeito Bruno Cunha Lima realizou, na noite deste domingo, 7, uma live, para prestar informações sobre a videoconferência da qual participou, com o governador do Estado, durante a tarde, e que teve como pauta a mudança do Município da bandeira amarela para a laranja. Ele questionou a decisão do Estado em rebaixar a cidade para esta faixa, como também assegurou que a Prefeitura vai continuar o seu trabalho para preservar vidas e empregos na cidade.

Bruno ressaltou, logo no início da transmissão, que a reunião online não foi decisiva sobre a possibilidade de mudança de bandeira. Por isso, garantiu que não haverá lockdown em Campina Grande, a partir desta segunda-feira. Com isso, o prefeito tranquilizou a população para o fato de que as atividades econômicas da cidade vão permanecer abertas.

“Não vai haver lockdown em Campina Grande. Como o povo vai sobreviver se tudo parar? É este o questionamento que estamos fazendo, afinal a maioria do nosso povo sobrevive graças às atividades comerciais, industriais e de serviços. É, portanto, desumano impedir os pais e mães de família ganharem o próprio pão de cada dia”, afirmou.

Reunião com o MP

Bruno Cunha Lima informou que haverá uma nova reunião, na próxima terça-feira, 9, com a participação dos Ministérios Públicos Federal, Estadual e do Trabalho. Na ocasião, ele voltará a questionar os supostos dados apresentados pelo Governo do Estado, que pretende impor a bandeira laranja para Campina Grande, já que os números das autoridades estaduais não traduzem a realidade, por exemplo, do número de internações em Campina Grande.

“O governo estadual apresentou supostos dados para impor a bandeira laranja, quando na verdade, temos, por exemplo, leitos suficientes para o atendimento a nossa população. Compreendemos que o momento é difícil, mas Campina Grande tem uma situação diferenciada. Por isso, estamos mantendo todos os esforços que garantem tratamento público adequado em termos quantitativos e qualitativos”, assegurou.

Cidade é referência

Conforme o prefeito, ao contrário do que apregoa o Estado, Campina Grande tem sido um modelo na prevenção e do enfrentamento à covid-19, por realizar o tratamento precoce, consagrando-se pelo menor índice de letalidade do Estado. Além disso, a cidade já intensificou e endureceu as medidas de fiscalização, coibindo abusos por parte daqueles que não querem colaborar com as medidas sanitárias adotadas pelos órgãos públicos.

Ao reforçar a sua posição de que não se admite que Campina Grande seja rebaixada para a bandeira laranja, lembrou que os campinenses têm recebido pacientes de outras cidades, cumprindo um papel fundamental na luta contra o coronavírus, justamente por conta da falta de planejamento estratégico do governo do Estado.

( CODECOM)

Load More Related Articles
.