Romero Rodrigues garante que Hospital da Criança e do Adolescente deixará de ser “depósito de meninos” e terá caráter regional com estrutura da mais alta qualidade

Prefeito de Campina Grande diz que nova unidade a ser entregue no próximo dia 31 não tem nível de comparação com o hospital inaugurado na gestão que lhe antecedeu

 

O prefeito Romero Rodrigues afirmou, na manhã desta sexta-feira, 18, durante entrevista ao Programa Correio da Manhã, da 98 FM de Campina Grande, que o Hospital da Criança e do Adolescente, a ser inaugurado este mês, na reta final do seu governo, terá um caráter regional, pois atenderá não apenas a população campinense, mas também as comunidades polarizadas por Campina Grande. Conforme destacou o prefeito, “no bom sentido, o nosso governo exagerou na dose”, por ser a obra do novo hospital um projeto grandioso, capaz de atender às necessidades dos campinenses, mas também de pessoas oriundas de outras regiões, acrescentando, inclusive, que tudo está sendo feito com recursos próprios municipais.

Ele lamentou, contudo, o fato de que o atual hospital, inaugurado pelo governo anterior, não passa de um “mero depósito de meninos”. Segundo informou, o prédio onde foi instalado o Hospital da Criança e do Adolescente não conta com estacionamento, dispõe de poucos leitos, espaço físico limitado, além de sistemas elétrico e hidráulico precários, o que impossibilitou a instalação de um centro cirúrgico.

De acordo com Romero, tudo isso vai mudar a partir de agora, levando-se em conta que o futuro hospital contará com amplo estacionamento, equipamentos modernos, mais de trezentos leitos e todos os recursos necessários para que o atendimento médico às crianças e adolescentes seja feito o mais com o máximo de eficiência e dignidade.

Outras obras

Além do hospital, Romero Rodrigues garantiu que até o final da gestão, dia 31 de dezembro, terá uma intensa programação de entrega de muitas outras obras. Lembrou, por exemplo, que a Alça Leste está pronta para ser inaugurada, faltando apenas a conclusão da implantação de 300 pontos de iluminação. Ressaltou, também, que mais de 1.200 ruas foram pavimentadas ao longo dos últimos oito anos, mas já determinou nesta sexta-feira que a Construtora Rocha Cavalcanti mantenha o ritmo de obras para que muito mais seja feito até o final do governo, destacando como ações mais recentes os serviços de pavimentação das vias de acesso às empresas instaladas no Complexo Aluízio Campos.

Por fim, pontuou que vive “uma corrida contra o tempo”, pois até o final do mês pretende entregar o Centro Comercial de São José da Mata, obras em Galante, quatro creches, reforma do Centro de Zoonoses, hospital, Alça Leste e muitas outras realizações em todos os campos administrativos.

( CODECOM)

Load More Related Articles
.