BrasilDestaques

Romero cobra recomposição dos salários para integrantes da Polícia Federal

O deputado federal e ex-prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (Podemos), cobrou hoje uma recomposição nos salários pagos a delegados, agentes e peritos da Polícia Federal. Em pronunciamento na Câmara, ele lembrou que as categorias têm remunerações defasadas desde a implementação do subsídio em 2006.

Recentemente os servidores cobraram melhorias através de ofício enviado ao diretor geral da PF, Andrei Rodrigues.

No documento há o relato de que ao longo dos últimos quatro anos a defasagem salarial da categoria atingiu 27%. “Esse percentual é ainda maior quando considerada a série após o subsídio, chegando a 51%, não contabilizada a recomposição de 9%”.

“Quando foi aprovada a reforma da previdência, nós alongamos o tempo de serviço de todos esses profissionais sem qualquer previsão especial para a categoria, e não podemos, definitivamente, permitir que a carreira de Delegado de Polícia Federal seja sucateada como vem sendo”, argumentou Romero.

“O Governo Federal e o Congresso Nacional precisa enfrentar esse problema definitivamente. E nós precisamos dar alguma sinalização concreta sobre a recomposição salarial, seja pelo envio de Medida Provisória ou de um Projeto de Lei”, complementou.

Nas contas de delegados, agentes e peritos da PF os salários pagos hoje são menores que os recebidos por outras categorias, como Defensoria Pública da União (DPU) e Advocacia-geral da União (AGU).



Botão Voltar ao topo