CidadesDestaques

Prefeitura manteve amplo diálogo com o Iphaep para chegar ao projeto ideal de requalificação do Cine CapitólioPrefeitura manteve amplo diálogo com o Iphaep para chegar ao projeto ideal de requalificação do Cine Capitólio

Secretário destaca condução do prefeito Bruno Cunha Lima na construção de solução para um impasse histórico

 

Um dia de vitória e alegria para Campina Grande. É assim que se pode definir esta terça-feira, 05 de abril de 2022. Após duas décadas de grandes imbróglios, a Prefeitura, por intermédio da Secretaria de Planejamento (Seplan), comemora a autorização do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado da Paraíba (Iphaep), para a requalificação do prédio do antigo Cine Capitólio, localizado no Centro da cidade. O anúncio foi feito pelo prefeito Bruno Cunha Lima, durante uma live em suas redes sociais.

De acordo com o secretário Felix Neto (foto),  titular da Seplan, a conquista foi possível graças ao amplo diálogo mantido pela Prefeitura, por orientação do prefeito Bruno Cunha Lima, com o Iphaep, ao ser feita a adequação do projeto de requalificação do antigo cinema às exigências técnicas e legais do Instituto.

Felix Neto diz ter orgulho do projeto criado pela equipe de arquitetos e urbanistas da Seplan, liderada pelo secretário-executivo Túlio Duda Paz e pela gerente de Projetos Arquitetônicos e Desenho Urbano, Aída Pontes.

A equipe atuou, desde a primeira reunião da atual gestão com o Iphaep – em 23 de julho de 2021 -, na criação de um projeto que cumpre às normas de conservação do patrimônio, mas que tenha, em sua essência, as características de Campina Grande.

Algumas revisões e adaptações foram realizadas, ao longo das reuniões, o que possibilitou a finalização de um projeto que resgata a memória afetiva do antigo cine-teatro, coerente com a normatização do Iphaep, cuja equipe do ressaltou que o trabalho está adequado às normas e leis que regem o patrimônio histórico.

História

Inaugurado em 20 de novembro de 1934, o Cine Capitólio era o mais moderno e imponente cinema da cidade. Entre outras ações, eram exibidos filmes inéditos, possuía ar-condicionado e tela de melhor qualidade para a época. Passou por mudanças estruturais e passou a comportar pelo menos mil pessoas.

O Cine Capitólio também foi o principal auditório da cidade e recebeu espetáculos teatrais, festas sociais, políticas e culturais, palco de discursos de pessoas ilustres como Carlos Lacerda e Assis Chateaubriand, apresentações de Dalva de Oliveira e Caubi Peixoto e outros, até a construção do Teatro Municipal Severino Cabral, em 1963.

Após o fim de suas atividades, o Cine Capitólio foi adquirido pela Prefeitura de Campina Grande. Posteriormente, em fevereiro de 2000, o Iphaep realizou o tombamento da edificação.

Codecom

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo