CidadesDestaques

Prefeitura de Campina Grande entrega requalificação do Fabricão, em noite de festa para a população da Zona Leste

Durante a solenidade, foi anunciada a ampliação do espaço onde funciona o Polo Calçadista.

A noite desta segunda-feira, 18, vai ficar guardada na memória dos moradores da Zona Leste de Campina Grande, que presenciaram de perto a entrega da reforma e ampliação do Polo Calçadista – O Fabricão. Um novo espaço garantido com recursos próprios da gestão municipal, através da Agência de Desenvolvimento Municipal (Amde) e que vai garantir dignidade e melhores condições de trabalho aos pequenos fabricantes de calçados da região.

O prefeito Bruno Cunha Lima destacou o potencial dos pequenos empresários e assegurou as próximas fases da requalificação do Fabricão, visando um desenvolvimento ainda maior para a categoria. “A habilidade manual é o coração do que faz Campina ser reconhecida como segundo maior polo calçadista do Brasil. Só para se ter uma ideia, aqui na zona leste existem cerca de 300 fabriquetas de fundo de quintal e essa requalificação chega para suprir uma demanda antiga, abrindo as portas para mais nove pequenas empresas. A próxima etapa vai contemplar a criação de um novo polo, aqui dentro, para receber mais algumas dezenas de pequenos empresários que vão se desenvolver, gerar empregos e renda e movimentar a economia da nossa cidade”, garantiu.

Foi com esse pensamento de gerar emprego e renda que Valdereis Silva assumiu o box 24. Ele, que já atua no ramo há 15 anos e tem quatro funcionários, pretende dobrar a produção e o número de ajudantes. “Eu passei todos esses anos fabricando dentro da minha própria casa, que é um local muito apertado. Hoje posso dizer que estou realizando um sonho, sendo contemplado com esse galpão, que vai melhorar a qualidade do nosso serviço e me permitir dobrar o número de funcionários e produção. Por semana eu produzo 1.200 pares de rasteirinhas, saltos e papetes e quero chegar aos 2.400″, almejou Valdereis.

Naide do Nascimento Lopes foi contratada como ajudante no Fabricão mas, com o desejo de empreender, ela se formalizou e começou a produzir calçados dentro de casa. Ao ser contemplada com o box 27, ela já tem planos de vender para outros estados.

“Eu dou graças a Deus e ao prefeito Bruno por essa oportunidade. Meu sonho era ter um lugar pra minha produção, porque minha casa já estava pequena. Aqui fica mais fácil porque temos por perto as pessoas que fazem os trabalhos terceirizados e isso vai dar mais agilidade. Eu quero vender para outros estados!”, disse Naide.

Para o presidente da Amde, Emerson Cabral, a reforma foi realizada em ritmo acelerado e a próxima etapa já está prevista. De acordo com ele, o objetivo é valorizar a prata da casa. “Entregamos essa primeira etapa em 40 dias e a pretensão é que o próximo galpão seja entregue no mês de agosto. Além da estrutura física, queremos trabalhar também a imagem do produto que já é de excelente qualidade para agregar ainda mais valor. Na parte de capital de giro, estamos fechando uma parceria com o Sicoob para gerar linhas de crédito de até 15 mil, não só para o Fabricão, mas para o mercado central, motorista de táxi e por aplicativos”, destacou Emerson Cabral.

Codecom



Botão Voltar ao topo