DestaquesNotícias

Prefeitura de Campina Grande abre inscrições para o Projeto Algodão Orgânico 2024

As inscrições serão realizadas até 15 de dezembro e podem participar agricultores dos distritos de Galante, Catolé de Boa Vista e São José da Mata.

A Prefeitura Municipal de Campina Grande, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura (Seagri), abriu inscrições para os agricultores que desejam participar do Projeto do Algodão Orgânico para o ano de 2024. As inscrições serão realizadas até o dia 15 deste mês. O projeto objetiva resgatar a cultura do algodão orgânicos, que se diferencia pela ausência de defensivos agrícolas (venenos ou contaminantes químicos).

Além do incentivo técnico especializado, a Seagri garante ao homem do campo o corte de terra e todo o acompanhamento de técnicos e agrônomos, especializados no cultivo, além do incentivo à venda e transporte do produto. Podem se inscrever agricultores dos distritos de Galante, Catolé de Boa Vista e São José da Mata.

De acordo com o secretário municipal de Agricultura, Renato Gadelha, um incentivador e criador do ressurgimento do projeto do algodão orgânico, a orientação do Prefeito Bruno Cunha Lima é oferecer ao homem do campo todas as condições para o retorno dessa cultura, até o escoamento da produção. “Podem se inscrever gratuitamente para o projeto os agricultores que já fizeram parte do cultivo, em 2023, além de novos agricultores interessados em ter um rendimento extra garantido, ao final da colheita em 2024”, ressaltou.

Para Renato Gadelha, o ressurgimento do cultivo do algodão orgânico é vantajoso e lucrativo para os agricultores, pois, a Seagri, em parceria com o Instituto Casaca de Couro, fornece gratuitamente aos agricultores que estiverem cadastrados no Projeto, o corte de terra, a semente e o acompanhamento técnico pelos agrônomos e técnicos da Seagri. Também é oferecida a sacaria, transporte e a certificação especializada de consultores, que fornecerão o certificado de “Produto 100% orgânico”.

Após estas etapas, a aquisição e pagamento do algodão é garantida automaticamente, pois existe um mercado interno e externo em busca do produto. “Este ano de 2023 o preço pago pelo produto foi de R$ 3,50. Para o ano de 2024, os antigos e novos participantes do projeto receberão 5 reais por quilo do produto”, destacou o secretário Renato Gadelha.

As inscrições podem ser feitas na Seagri, localizada na rua Duque de Caxias, 83, bairro da Prata, ou pelos telefones (83) 98131 5657, (83) 99916 4322 ou (83) 98833 1286. Para se inscrever, o agricultor deve apresentar seus dados pessoais, endereço e número de telefone, que logo após o encerramento das inscrições (no dia 15 de dezembro) os técnicos e engenheiros agrônomos da Seagri farão a visita e iniciarão os procedimento para o cultivo do Projeto Algodão Orgânico.

Renato Gadelha destacou que, além de lucrativo, o cultivo do algodão orgânico pode ser realizado em consórcio com outras culturas, a exemplo do feijão, girassol, milho e fava, entre outros. O algodão orgânico é produzido com base nos princípios da agricultura orgânica, que tende a ser melhor do que a convencional porque não utiliza agrotóxicos e pesticidas, o que diminui os danos causados ao solo, ao ambiente e ao ser humano.

Codecom



Botão Voltar ao topo