CidadesDestaques

Prefeito de Montadas assina ordem de serviço para construção de praça em homenagem ao Policial e Odontólogo Marquinhos

A praça, que será erguida nas imediações do conhecido tanque do governo, será um tributo ao legado de Marcos Vinícius na comunidade.



Na tarde desta quarta-feira( 16(, o prefeito de Montadas, Jonas de Souza, assinou uma ordem de serviço para a construção de uma nova praça na cidade. Desta vez, a obra será dedicada à memória do policial e odontólogo Marcos Vinícius.

A praça, que será erguida nas imediações do conhecido tanque do governo, será um tributo ao legado de Marcos Vinícius na comunidade. A cerimônia de assinatura da ordem de serviço contou com a presença de diversas autoridades, incluindo o presidente da Câmara de Vereadores, Fagner Júnior, e o vereador Yuri Veríssimo.

O secretário de saúde de Montadas, Joseilton Souza, irmão do homenageado, expressou sua gratidão à prefeitura e à câmara municipal pela aprovação do projeto que leva o nome de seu irmão.

Além da construção da praça, o prefeito Jonas de Souza anunciou durante a cerimônia a iniciativa para a construção de uma central de velórios na cidade. Ele enfatizou que buscará mais recursos em Brasília para financiar projetos que beneficiem a população de Montadas.

Relembre o Caso (Outubro de 2015)

No trágico desfecho de uma operação policial em 2015, um sentimento de luto e consternação envolveu a Polícia paraibana, especialmente a civil, com a perda do policial Marcos Vinícius, conhecido como Marquinhos. Com apenas 43 anos de idade, Marquinhos, que também atuava como odontólogo e deixou sua marca em Montadas e Taperoá, foi vítima de um confronto durante uma investigação sobre uma série de roubos na região de Puxinanã.

Filho de “Dedé Felinto”, Marquinhos estava entre os policiais que cercaram uma casa próxima à feira de gado, após receberem informações sobre a presença de criminosos no local. Ao tentar adentrar o recinto, foi recebido a tiros, sendo atingido por três disparos no abdômen.

A notícia da morte de Marquinhos abalou não apenas a corporação, mas toda a comunidade. No velório realizado no ginásio de Montadas, a comoção era evidente entre colegas, amigos e familiares.

Redação

( Se Liga PB)

Botão Voltar ao topo