Padre Severino vai processar caluniadores e exigir indenizações por danos morais

Na ânsia de atingir a atual gestão de Pocinhos , e mais uma vez a pessoa do padre Severino Firmino da Silva, pároco de Cuité, os difamadores mais uma vez , não tiveram o cuidado de apurar a verdade dos fatos e cometeram mais um crime de calúnia, patrocinado por agentes públicos inescrupulosos que estão por trás de denúncias infundadas, tentando atingir a honra de pessoas de bem.
O padre Severino já está tomando todas as providências e vai acionar judicialmente os caluniadores. Ele se reuniu com o advogado Bismarck Martins e com a assessoria jurídica da Diocese com esta finalidade.
Outra vítima agora, foi o servidor público concursado,  Bruno de Oliveira Bernadino,  alvo dos difamadores.Cidadão honrado e trabalhador, Bruno, há mais de 10 anos, foi colocado a disposição do Hospital Laureano, pelo então prefeito Artur Galdino, que atendeu uma solicitação do padre Severino. Não foi ato assinado pelo prefeito Cláudio Chaves, e se fosse problema nenhum.
EXPLICANDO OS FATOS!
O padre Severino Firmino continua sendo vítima de uma campanha difamatória, criminosa e irresponsável patrocinada por pessoas inescrupulosas, com fins eleitoreiros e politiqueiros.
A mais recente é de que o padre tem um servidor público de Pocinhos a sua disposição, quando na verdade, o concursado Bruno Oliveira Bernadino, está a serviço do Hospital Napoleão Laureano, há mais de 10 anos.
Quem assinou ofício colocando Bruno a disposição do Laureano, foi o ex-gestor Artur Galdino, e não o atual prefeito Cláudio Chaves. Bruno tem sido um verdadeiro ” anjo da guarda” de pacientes oncológicos de Pocinhos, nas idas para JP, bem como dos seus familiares.
Também é o responsável pela Campanha do Leite, que tem salvado tantas vidas.
A necessidade de um motorista quase que diariamente para deslocamentos para JP, fez com que o então pároco de Pocinhos, procurasse o então prefeito, para requisitar um profissional para ficar a disposição do Hospital Laureano, fazendo as viagens no carro da Paróquia.
Buno, já trabalhava com o padre, antes de ser servidor da Prefeitura, concursado.
A assessoria Jurídica da Diocese está tomando todas as providências cabíveis para que os caluniadores respondam pelos crimes de difamação e calúnia, contra um sacerdote que há 28 anos, desde sua ordenação só tem feito o bem, cuidando e ajudando os menos favorecidos da sorte, principalmente os pacientes com câncer.
Port esta missão solidária é considerado ” o apóstolo dos pobres”.
 
Indignado com as calúnias e denúncias infundadas a Diocese orientou sua assessoria jurídica a adotar todas as medidas cabíveis para punir os responsáveis, com a reparação e indenização exemplar, contra os responsáveis pelos portais e pelos que compartilharam em redes sociais, com finalidade politiqueira, patrocinada por pessoas inescrupulosas.
Load More Related Articles
.