OBRA HISTÓRICA Romero lança pedra fundamental da nova sede da STTP, da fábrica de semáforos e da Central Integrada de Monitoramento

Prefeito e superintendente Félix Neto asseguram recursos, da ordem de R$ 1,1 milhão, para a construção do prédio no Dinamérica

O prefeito Romero Rodrigues, o superintendente Félix Neto e o secretário Geraldo Nobre (Serviços Urbanos e Meio-Ambiente) lançaram, na manhã desta quinta-feira, 30, a pedra fundamental do terreno onde será construída a nova sede administrativa e de operações da STTP – Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos. Os recursos para a obra são próprios do órgão, no valor R$ 1.1 milhão, e já se encontram disponibilizados na conta bancária da autarquia municipal.

Localizado no bairro Dinamérica, o terreno fica ao lado do Ginásio de Esportes “O Meninão”, por trás do novo Hospital da Criança e do Adolescente. A construção será mais um importante espaço para servir à população, de acordo com Félix Neto.

A nova sede será construída em um terreno com 20 mil m² de área, num processo de doação assinado pelo prefeito Romero Rodrigues. A obra, que também contempla a instalação da fábrica de semáforos e da Central Integrada de Monitoramento, será consolidada na gestão do prefeito Bruno Cunha Lima.

Durante a rápida solenidade, que contou com a presença de vários servidores da STTP, Romero Rodrigues – que estava acompanhado da primeira-dama Micheline Rodrigues – recebeu o reconhecimento de gratidão de uma equipe representativa de agentes de trânsito, categoria por demais beneficiada na sua gestão.

Na ocasião, Romero destacou os avanços na mobilidade urbana durante seus oito anos de administração e destacou o trabalho desenvolvido por Félix Neto na STTP. Por opção pessoal, Félix comunicou que não tem planos para continuar no cargo de superintendente, priorizando a advocacia e a sua função de professor.

“Estamos vivenciando a conquista de um grande sonho, um marco na história da STTP, que a partir da construção da nova sede teremos um grande espaço para o atendimento humanitário e mais confortável para a população e digno para os servidores”, disse Félix Neto.

Load More Related Articles
.