Montadas finalmente será abastecida com água de Boqueirão

Segurança hídrica e qualidade de vida.

 


O mérito é de Jonas em nome do interesse coletivo, do povo de Montadas.
Nesta sexta-feira (22/10) a cidade pôde desfrutar dos primeiros pingos da água de Boqueirão através da adutora que sai de São Sebastião de Lagoa Roça para abastecer Areial e Montadas.

É uma data que marca.

Afinal a cidade não tem água encanada desde 2012 quando o Açude Emídio entrou em colapso.

E assim Jonas de Souza escreve seu nome na história do município e não é por capricho.

Nem o prefeito, nem a população usaram a água para se banhar de vaidades.

Ao contrário, Jonas e os moradores sempre esperaram pela concretização em acabar de vez com o problema que tanto castiga Montadas.

IMPREVISTOS
A prefeitura teve que trabalhar dobrado para sanar vazamentos na adutora que está trazendo água para Montadas.
Pelo menos em oito pontos da adutora a prefeitura e Cagepa realizaram os reparos entre esta segunda e esta quinta.

Mesmo assim estes imprevistos não tiraram, em hipótese alguma, o brilho do momento importante para a cidade.

Descontruir o emprenho de Jonas é mentir para a história.

Importante lembrar que na manhã de 10 de julho do ano passado, na sede da Cagepa em Campina Grande, ele assinou o projeto de cooperação (Termo de Cooperação Técnica e Financeira) entre a prefeitura e o órgão para levar água à cidade.

A obra, que teve início em 13 de julho do ano passado tinha prazo para ser entregue 160 dias depois, no entanto se prolongou.

A adutora emergencial ( o cano) é de 150mm.

Em Montadas cerca de 5.800 moradores estão sendo beneficiados.

É UM SONHO ANTIGO…

Com o colapso do Emídio, em 25 de janeiro de 2018, o então governador Ricardo Coutinho esteve em Montadas para assinar as Ordens de Serviço para implantação dos ramais do Sistema Adutor Nova Camará para que atender Montadas, Areial e Arara.

A água não veio, escavações foram feitas, mas a Nova Camará não “pegou água”.

Antes desse ato, de 2018, muito se falou, muito se cobrou, mas nada de concreto fluiu.

AUDIÊNCIA PÚBLICA EM 2019

Em novembro de 2019 o prefeito Jonas de Souza participou de uma Audiência Pública na câmara de vereadores de Puxinanã.
Na pauta: o abastecimento d’água em Puxinanã – Areial – Montadas.
Na oportunidade o prefeito explanava das dificuldades da população desses três municípios e em particular de Montadas.
Jonas solicitava, inclusive, que a Cagepa isentasse as prefeituras de pagar a “taxa” pela água retirada pelos carros-pipas dos reservatórios em Campina Grande devido a enorme demanda de água para os municípios.

No fim das contas, as prefeituras pagavam um valor muito alto.
O AÇUDE EMÍDIO

O açude Emídio, na zona rural de Montadas, com capacidade para armazenar 461.151m³, está seco.

Construído na década de 1980 para abastecer a cidade, o reservatório teve momentos de “sangria”, “fez a sua parte, mas secou por muitas vezes.

O montadense ao longo dos anos aprendeu como ninguém a economizar água e fazer bom uso dela de maneira racional e responsável.

A partir de então os moradores da zona urbana passaram a ser abastecidos por carros-pipas.

Hoje a perspectiva é de que a agonia tenha chegado ao fim.
(Por www.renatodiniz.com)
*Fotos de Jonas com o diretor da Cagepa, Lucílio Vieira: Ubiratan Cirne

Load More Related Articles
.