DestaquesNacional

INSS: Benefícios têm novo reajuste para 2023; confira os valores

INSS: O governo federal propõe reajuste de 8,1% do salário mínimo utilizado como base de cálculo dos benefícios previdenciários.

Aposentados, aposentados e demais beneficiários do INSS terão seus pagamentos reajustados a partir de 2023. O percentual de correção está previsto na Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) submetida pelo governo ao Congresso Nacional.

O texto prevê reajuste de 8,1% do salário mínimo para o próximo ano, valor que é utilizado como base para o Cálculo dos benefícios previdenciários. Este percentual é apenas uma estimativa para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) deste ano.

O INCP é uma das mais importantes medidas de inflação acumulada no país. Por lei, o governo deve ajustar o mínimo à inflação para evitar perda de poder de compra entre os brasileiros.

Quem recebe o reajuste?

Todos os rendimentos pagos pelo INSS são reajustados anualmente ao novo salário mínimo. Isso significa que a mudança se aplica aos beneficiários de:

Publicidade
  • pensão especial;
    pensão por velhice;
    pensão por invalidez;
    aposentadoria por tempo contributivo;
    benefício acidentário;
  • auxílio-doença;
    benefício de integração;
    Benefício por Morte;
    Benefício Maternidade;
    Benefício de Pagamento Continuado (BPC).

Novos valores definidos?

Se confirmado o percentual previsto no PLDO, o salário mínimo em 2023 será de R$ 1.310. O aumento é de R$ 98 em relação ao atual salário mínimo nacional (R$ 1.212). Todos os pagamentos são reajustados, inclusive o teto de autossuficiência, que atualmente é de R$ 7.087,22.

Segundo o próprio INSS, do total de 36 milhões de benefícios pagos, 23 milhões de segurados recebem um salário mínimo.

Vale ressaltar que o INPC ainda não passou por novas alterações ao longo do ano. Portanto, o percentual de reajuste oficial não será divulgado até dezembro, com os novos valores entrando em vigor a partir de janeiro.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo