Notícias

GARANTIA-SAFRA: Prefeitura entrega boletos a partir de amanhã e agricultores têm até 21 de fevereiro para pagar taxa de adesão ao programa

A Prefeitura de Campina Grande, por meio da Secretaria da Agricultura (Seagri), entrega a partir desta terça-feira, 1º, até o dia 14 de fevereiro, os boletos para os 1.381 agricultores do Município classificados para receber o seguro do Garantia-Safra, referente ao período 2021-2022. Os inscritos só terão direito ao benefício após pagamento da taxa de R$ 17,00, referente adesão ao Programa. O valor poderá ser quitado até o dia 21 de fevereiro na rede bancária autorizada.

A entrega dos boletos acontecerá no auditório da Vila do Artesão, localizada na rua Almeida Barreto, sempre das 8h ao meio-dia. Para a entrega será exigida apresentação do CPF dos agricultores. Os que não puderem comparecer poderão ser representados por líderes comunitários. Neste caso, o representante também deverá apresentar a documentão dos agricultores beneficiários do Seguro Safra.

A partir do dia 14 de fevereiro, a entrega dos boletos acontecerá apenas na sede da Seagri, localizada na rua Duque de Caxias, bairro da Prata. As engenheiras Patrícia Cesar e Avani Oliveira, responsáveis na Seagri pelo programa Garantia Safra, informam que os agricultores têm até 20 de fevereiro para buscar o documento porque, após essa data, termina o prazo para pagamento da taxa no valor de R$ 17,00.

Valores do Benefício

O benefício financeiro do Garantia-Safra é de R$ 850,00 por agricultor, geralmente pago em parcela única. A quantia é paga pelo Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar do Ministério do Desenvolvimento Agrário, que conta com a contrapartida financeira dos governos estaduais e municipais.

O objetivo do programa é garantir condições mínimas de sobrevivência aos agricultores familiares sistematicamente sujeitos à perda de safra agrícola, causada pela estiagem ou por excesso de chuvas.

No caso de Campina Grande, os danos foram causados pelo prolongamento da estiagem, notadamente no segundo semestre do ano passado. O fenômeno levou os homens do campo, intermediados pela Prefeitura, a procurarem o programa Garantia-Safra para atenuar os prejuízos em suas plantações.

Em que pesem as dificuldades provocadas pelos baixos índices pluviométricos, associados à crise sanitária causada pela covid-19 e a própria escassez de recursos, o secretário Renato Gadelha (Seagri), lembrou que a Prefeitura de Campina Grande tem encarado de frente a situação, desenvolvendo ações, principalmente na área de recursos hídricos, para reverter os efeitos do quadro desfavorável à produção agrícola que atingiu os que moram e trabalham na zona rural do município.

Codecom

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo