ECONOMIA : Apesar da pandemia, Campina Grande se destacou em 2020 pelo maior saldo de geração de empregos formais no interior do Nordeste

Secretária atesta: compromisso do prefeito Bruno Cunha Lima é atrair novas empresas e aumentar ainda mais ofertas de trabalho e renda este ano

O saldo de contratações por carteira assinada, no acumulado dos 12 meses do ano passado, mostrou que Campina Grande apresentou uma reação impressionante frente à grave crise econômica provocada pela pandemia do novo coronavírus, ganhando o principal destaque no âmbito das cidades do interior do Nordeste. Mesmo a crise sanitária de escala mundial tendo obrigado aos estabelecimentos considerados não essenciais permanecerem com as portas fechadas por mais de 80 dias, a cidade fechou o ano de 2020 com saldo de 6.492 empregos formais, ou seja, trabalhadores contratados por meio da carteira assinada. Os dados foram divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) e são resultantes da diferença de 30.051 admissões contra 23.559 desligamentos.

Segundo a secretária municipal de Desenvolvimento Econômico, Rosália Lucas, o resultado é animador e fruto do trabalho desempenhado pela Prefeitura de Campina Grande para minimizar os impactos da pandemia do novo coronavírus na economia da cidade, durante a gestão do então prefeito Romero Rodrigues. “Em 2019, tivemos um ano de recuperação e de bons resultados na economia. E, mesmo com todas as adversidades enfrentadas ao longo de 2020, conseguimos superar na veia o número de contratações em igual período do ano anterior”, disse a secretária. No acumulado do ano de 2019 a cidade apresentou o saldo de 284 contratações de trabalhadores formais.

Quando analisado o desempenho de outros municípios do mesmo porte, Campina Grande se destaca como a maior geradora de oportunidades de contratação por carteira assinada, estando à frente de cidades como Feira de Santana, Caruaru, Petrolina e Vitória da Conquista.

Rosália Lucas destaca o foco na geração de empregos por parte do prefeito Bruno Cunha Lima “O compromisso da gestão é exatamente o de atrair empresas para Campina Grande”, ressaltou. Ela informa, sem entrar em detalhes, que já existem conversações bastante adiantadas nesse sentido, com boa repercussão na economia da cidade nos próximos meses.

Destaque paraibano – O crescimento exponencial de contratações por carteira assinada em Campina Grande, segundo os dados do CAGED, se destaca também entre os maiores municípios paraibanos, estando à frente inclusive da capital, João Pessoa (-3.530); (Santa Rita 71); (Patos -659); (Cabedelo -184); (Sousa 693). Os trabalhadores de serviços administrativos foram os que tiveram as melhores oportunidades, com 2.340 contratações. Na sequencia estão: vendedor de comércio varejista (2.171) e os operadores de serviços industriais (1.414).

( CODECOM)

Load More Related Articles
.