COVID-19  : Bruno se reúne com representantes de 20 segmentos para ouvir, expor dados e anunciar medidas de novo decreto municipal de caráter preventivo em Campina Grande 

Prefeito revela medidas duras contra empresas e organizações sociais que descumprirem as regras que pretendem manter cidade em situação de controle sanitário

O prefeito Bruno Cunha Lima esteve reunido neste sábado (27), no auditório do Hotel Slaviero, com representantes de 20 segmentos econômicos, religiosos e sociais de Campina Grande. Na ocasião, Bruno, que esteve acompanhado do vice-prefeito Lucas Ribeiro, discutiu e compartilhou com os presentes aa medidas que farão parte do novo decreto municipal, com restrições para enfrentamento da Covid-19 no Município, inclusive com aumento da fiscalização, aplicação de multas e o fechamento temporário de estabelecimentos que insistirem em descumprir as regras.

O novo decreto será divulgado na próxima segunda-feira, 01 de março, com publicação em separada do Semanário Oficial do Município.

Neste decreto, o prefeito Bruno Cunha Lima vai limitar também os horários de bares e restaurantes até as 23h em Campina Grande.  Eventos só poderão ocorrer com limitação de 100 pessoas.  Missas e cultos deverão respeitar 50% da capacidade dos templos

Bruno Cunha Lima deixou claro, no início da reunião: todas as medidas continuarão a ser adotadas a partir do diálogo com os diversos setores da cidade, notadamente empresários, trabalhadores, segmentos religiosos e educacionais.

Compartilhando responsabilidades

Durante o encontro, o prefeito apresentou a minuta do decreto do Poder Executivo em relação ao quadro atual da pandemia do novo coronavírus em Campina Grande. Para Bruno, a condição do Município hoje é diferenciada em relação às outras cidades do Estado, mas o momento inspira cuidados preventivos.

Atualmente, 55% dos leitos de UTI estão ocupados em Campina Grande. Destes, 40% são ocupados por pacientes de outras regiões. “Precisamos chamar o feito à ordem. Isto evitará o colapso do nosso sistema”

Penalidades

Bruno resumiu a reunião em dois pontos: as garantias do funcionamento da cidade e da fiscalização. Haverá punição para quem não cumprir o que for estabelecido nos decretos. Em caso de descumprimento, o infrator será alvo de autuação e de multa. Em caso de reincidência, nova multa e até mesmo o fechamento por sete dias do estabelecimento. Já no caso de um terceiro descumprimento, haverá o fechamento por 14 dias, podendo ocorrer até a cessação do alvará.

Haverá, ainda, a restrição de horários para restaurantes, bares e lojas de conveniência e similares. Eles funcionarão das 6h às 23h, conforme vai estabelecer o decreto a ser firmado pelo prefeito campinense.

Reunião regional

Um outro anúncio importante feito por Bruno na reunião: vai promover um encontro remoto com prefeitos e secretários de Saúde da macrorregião polarizada por Campina Grande e de outras regiões, como Sertão e Cariri. A meta: expor aos gestores a importância das medidas preventivas serem tomadas também por parte de cada gestão municipal, num esforço conjunto regional de combate à doença.

Por parte da equipe de secretários e auxiliares diretos do prefeito, participaram da reunião Filipe Reul (Saúde) e o adjunto Gilney Porto, além de Rosália Lucas (Desenvolvimento Econômico), Aécio Melo (Procuradoria Geral do Município) e Tito Lívio (Diretoria do Complexo Municipal Pedro I).

Prestigiaram também o encontro os vereadores Marinaldo Cardoso (presidente da Câmara), Carol Gomes (presidente da Comissão de Saúde da Casa), Alexandre do Sindicato (líder do Governo), Rubens Nascimento, Waldeny Santana e Luciano Breno.

Segmentos representados

Participaram do encontro os representantes das seguintes entidades e organizações sociais:

– Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (FIEP)

– Associação Comercial e Empresarial

– Câmara dos Dirigentes Lojistas

– Sindicato do Comércio Atacadista

– Sinduscon

– Sindicato das empresas do setor Imobiliário

– Sindicato do Comércio Varejista

– Associação da Feira Central

– SindCampina

– Associação dos Lojistas do Shopping Edson Diniz

–  Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino de Campina Grande

– Associação Brasileira de Academias

– Sítio Vila São João

– Diocese de Campina Grande

– Ordem dos Ministros Evangélicos do Brasil (Omebe) – CG

– Assembléia de Deus

– Presbiteriana Central

– Verbo da Vida

(CODECOM)

Load More Related Articles
.