COVID-19: Bruno confirma novo decreto e reafirma busca pelo apoio do Estado para o enfrentamento à pandemia em Campina Grande e região

Prefeito sinaliza disposição de também suspender o feriado de São João no Município

 

O prefeito Bruno Cunha Lima anunciou, na manhã desta sexta-feira, 18, em entrevista , que vai publicar um novo decreto definindo medidas para o enfrentamento à covid-19 em Campina Grande. O documento deve ser assinado ainda hoje, após fazer uma rodada de conversas com o setor econômico e outros segmentos de Campina Grande.

Segundo Bruno Cunha Lima, a cidade faz um esforço para não colapsar o sistema de saúde, sobretudo neste período de frio, que favorece a transmissão de doenças respiratórias em geral, além da tendência do aumento de fluxos de visitantes, os quais, tradicionalmente, se deslocam a Campina Grande durante os meses de junho e de julho.

O prefeito campinense lembrou que várias medidas já foram antecipadamente anunciadas, a exemplo do emprego de barreiras sanitárias nas principais entradas da cidade, num trabalho a ser feito especialmente no Terminal Rodoviário Argemiro de Figueiredo e no Aeroporto João Suassuna.

Neste contexto de luta permanente contra a pandemia, Bruno reafirmou o seu interesse em se reunir com o governador da Paraíba, João Azevedo. A pauta do encontro vai se concentrar nos desafios da área da saúde.
“A pauta é esta, pois a cidade luta sozinha contra a pandemia, mantendo, por exemplo, o maior hospital público da Paraíba dedicado ao tratamento da Covid-19, o Pedro I, que conta com 165 leitos e já possibilitou 2.500 altas médicas, atendendo quem é de Campina Grande e pessoas de toda a Paraíba”, informou ao destacar a necessidade da construção de parcerias com o Estado, pois, até o momento, isto só tem sido viabilizado com o governo federal.

Segundo avaliou, em 16 meses, Campina Grande não recebeu nenhum um suporte do governo do Estado, sobretudo em termos de medicamentos e de equipamentos. Em sua visão, é importante que o governado também dê o seu apoio ao Município, por sua importância estratégica no setor de saúde estadual.

Reajuste da tarifas de coletivos

Durante a entrevista, o prefeito também comentou a inciativa do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo de Passageiros de Campina Grande (Sitrans) que decidiu ir à Justiça para forçar a Prefeitura e a Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos (STTP) a reajustar a tarifa dos ônibus urbanos no Município.

Bruno disse ser um contrassenso se insistir em encarecer a tarifa. “Quanto mais cara a passagem, mais pessoas vão deixar de usar o sistema. Deve-se levar em conta, ainda, que a prefeitura, inclusive, já vem adotando uma série de apoios para evitar o colapso do sistema de transporte público”, lembrou o prefeito.

Codecom

Load More Related Articles
.