DestaquesNotícias

Campina Grande realiza primeiro dia D de Multivacinação do ano com mais de 50 pontos de imunização

Os horários de atendimento variam, mas vão das 8h até as 21h, dependendo do ponto de imunização.

A Secretaria de Saúde de Campina Grande promove neste sábado, 24, o primeiro dia D de Multivacinação de 2024. Na ação, serão disponibilizados 54 pontos de imunização espalhados por toda a cidade. Os horários de atendimento variam de acordo com o local, mas vão das 8h até as 21h, dependendo do ponto de vacinação.

A abertura oficial acontece no Parque da Criança, onde o atendimento será das 8h às 17h. No Terminal de Integração, o horário será das 8h às 21h. Nos demais locais, o funcionamento varia. Em alguns pontos, o atendimento será das 8h às 16h e, em outros locais, das 8h às 12h.

A distribuição dos pontos de imunização foi realizada de modo a contemplar toda a cidade, incluindo os sete distritos sanitários do Município. Todos os Centros de Saúde e Policlínicas estarão de portas abertas, assim como boa parte das Unidades Básicas de Saúde. Os três distritos também foram contemplados: Catolé de Boa Vista, Galante e São José da Mata.

No Monte Castelo, onde as duas UBS passam por reformas estruturais, a vacinação ocorre também na sede da SAB. Outros locais que também aplicarão vacina neste dia D são a Estação Ciência e Cidadania, nas Malvinas, e o Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (ISEA).

Na Multivacinação estão inclusas todas as vacinas de rotina do Calendário Nacional de Imunização, que são BCG, Hepatite A e B, Pentavalente, Poliomielite inativada e oral, Rotavírus, Pneumocócica, Meningocócica C e Meningocócica ACWY, Tríplice Viral, DTP e dTpa, Varicela, Febre Amarela, Difteria e Tétano e HPV.

Foco na vacina do Sarampo – Uma das ênfases do dia D é a aplicação da vacina tríplice viral, que protege de Sarampo, Caxumba e Rubéola. O foco é proteger a população contra o Sarampo, já que um caso da doença foi diagnosticado no Brasil. A tríplice viral é aplicada em pessoas de 1 a 59 anos e profissionais de saúde, independentemente da idade.

O esquema vacinal inicial é composto por duas doses, sendo uma aos 12 meses e outra aos 15 meses de vida. Até 29 anos, o esquema vacinal contempla 02 doses com intervalo com intervalo mínimo de 30 dias. As pessoas de 30 a 59 anos que não foram vacinadas em nenhum momento da vida, deve receber uma dose única da tríplice viral.

Covid-19 – A vacinação da covid-19 segue sendo aplicada nas pessoas que estão dentro dos grupos prioritários. Com a mudança do Ministério da Saúde do imunizante para o rol das vacinas de rotina, em 2024 o esquema vacinal é diferente.

Uma dose de reforço da vacina Bivalente está sendo aplicada em idosos e pessoas imunossuprimidas a partir de 12 anos, gestantes e puérperas, que receberam a última dose de vacina há, no mínimo, seis meses. Ou seja, as pessoas desses grupos que tomaram uma dose há seis meses devem receber o reforço da Bivalente.

Para os demais grupos prioritários como profissionais de saúde, profissionais do sistema prisional, pessoas privadas de liberdade, adolescentes cumprindo medidas socioeducativas, quilombolas, ribeirinhos e povos indígenas, professores, pessoas com deficiência, pessoas vivendo em instituições de longa permanência e pessoas em situação de rua, é aplicada uma dose de reforço, anualmente, com intervalo mínimo de 6 meses.

Para as crianças de 6 meses 4 anos, a vacina contra covid-19 passou a ser ofertada no calendário de rotina em três doses: aos seis meses, sete meses e nove meses. O esquema vacinal para essa faixa etária é composto por três doses, obedecendo um intervalo mínimo de quatro semanas entre a primeira e a segunda e de oito semanas entre a segunda e a terceira.

As pessoas que não fazem parte de nenhum grupo prioritário e que foram vacinadas com pelo menos duas doses não fazem mais jus à aplicação da vacina. Para quem recebeu apenas uma ou nenhuma dose, é possível tomar a vacina contra covid disponível para sua faixa etária.

Codecom



Botão Voltar ao topo