DestaquesPolítica

Câmara de vereadores de São Sebastião de Lagoa de Roça realiza mais uma sessão ordinária.

Na tarde desta terça-feira (21), foi realizada mais uma sessão ordinária na casa José Rodrigues Cora, com ausência justificada do vereador Tonny Terto. Os trabalhos foram presididos  pelo vereador José Ademar (Presidente) que  após a leitura da ata da sessão anterior, o presidente lançou em discursão e em seguida em votação.


O vereador Fábio Santos Almeida foi o primeiro a usar a tribuna e disse que durante seus três mandatos vem trabalhando em prol do desenvolvimento dos munícipes, o vereador destacou também a falta d’água na cidade e pediu agilidade por parte da CAGEPA, atendendo um clamor da população.

O vereador José Ademar (Presidente) também usou a tribuna e em sua fala deixou seus sentimentos a os familiares da família Donato, pelo falecimento do senhor Antônio Donato que durante sua vida se destacou como um politico exemplar em Lagoa de Roça.
MATÉRIAS APROVADAS NA ORDEM DO DIA:

Projeto de lei nº 19/2023 que dispõe sobre a denominação de Creche em construção no município.
Requerimento Nº 90/2023 que solicita a construção de rampas de acesso em todos os prédios públicos do Município, matéria de autoria do vereador Fabio Santos Almeida.
Com o objetivo de dar mais visibilidade e transparência aos trabalhos do Legislativo as sessões da Câmara Municipal de São Sebastião de Lagoa de Roça são transmitidas ao vivo na página oficial da Casa de Leis no Facebook.
Desta forma, quem não poder vir até o plenário para acompanhar as sessões, que acontecem todas as terças-feiras, pode assistir e comentar as votações de casa, do trabalho ou em qualquer outro lugar que tenha acesso a internet.
Outra vantagem é que os vídeos ficam disponíveis na página da Câmara, então se o cidadão por algum motivo também não puder assistir a transmissão ao vivo, pode acessar a rede social da Casa de Leis em outro momento e ver os Projetos de Leis, Projetos de Resolução e Requerimentos que foram aprovados ou vetados pelos parlamentares.

Por Joseilton Pereira



Botão Voltar ao topo