DestaquesNotícias

Bruno defende medidas administrativas para garantir conclusão de grandes obras em Campina Grande

O prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima, afirmou em entrevista coletiva, realizada na manhã desta segunda-feira (2), que as medidas administrativas adotadas para adaptação à realidade de quedas de repasses federais, foram “tomadas com coragem e responsabilidade”, para garantir a conclusão de obras históricas no município e a execução de serviços importantes para a população.

Citando como conquistas importantes para a cidade obras como a continuação do canal de Bodocongó, novo Parque Evaldo Cruz, abertura das avenidas Félix Araújo e Plínio Lemos, além de serviços como o Restaurante Popular e a Clínica Escola do Autista. Bruno ressaltou que o conjunto de obras realizadas em Campina é uma vitória de toda a população e precisa avançar.

“Trabalhamos muito para trocar dívidas velhas por investimentos novos e realizar obras que toda a população há muito tempo esperava. Não podemos deixar que problemas do governo federal atrapalhem o cronograma de entrega dessas obras”, ressaltou Bruno. “Essas obras precisam de contrapartida e de investimentos da prefeitura. As medidas foram tomadas para garantir esse fluxo”, salientou.

Bruno apresentou números de quedas reais no FPM, ICMS e Fundeb, comparando os anos de 2022 e 2023, para ratificar a necessidade das medidas de cortes de despesas, alegando que nunca se esquivou da responsabilidade de tomar decisões, ainda que essas sejam difíceis. “Temos a coragem, a ousadia e a determinação para fazer o que precisa ser feito para transformar Campina e enfrentar esse momento com transparência”, pontuou.

Durante a apresentação das medidas, que vão desde o corte de 20% no próprio salário do prefeito até a redução dos vencimentos dos secretários, cortes nas gratificações e despesas administrativas, Bruno enfatizou que o momento também é uma oportunidade de realinhamento administrativo para priorizar melhorias nos serviços e atendimento à população. “Todo momento de crise é também oportunidade de crescimento. Nós vamos reformular nossos quadros, priorizar quem tem espírito colaborativo e vocação para servir às pessoas”, frisou o prefeito.

Antes de finalizar a coletiva, o prefeito de Campina lembrou que medidas administrativas similares às que tomou já foram vistas em outras gestões de Campina Grande e no Governo do Estado e que de forma preventiva está enfrentando a crise nos repasses, optando em reduzir despesas e realinhar a estrutura administrativa ao invés de aumentar impostos.

Codecom



Botão Voltar ao topo