DestaquesParaíba

Atendimentos de ortopedia crescem 80% no Hospital Municipal Pedro I

Entre 2022 e 2023, os atendimentos subiram de cerca de 21 mil para mais de 37 mil.

Desde que a Ala Ortopédica foi aberta no Hospital Municipal Pedro I, a capacidade de atendimento vem aumentando diariamente e, consequentemente, o serviço tem se tornado uma referência em Campina Grande. Entre 2022 e 2023, o número de atendimentos cresceu cerca de 80%.

Em 2022, ano em que a ala foi reaberta, foram realizados mais de 21 mil atendimentos. E em 2023, foram mais de 37 mil pacientes na ala de ortopedia. O crescimento é superior a 80%, quase duplicando os resultados.

A emergência da ala ortopédica funciona todos os dias das 7h às 19h e é voltada para traumas cotidianos ou dores persistentes. Ou seja, trata-se de um atendimento de emergência. O objetivo foi desafogar outros centros de atendimento de ortopedia e oferecer ao cidadão um serviço a mais, com mais estrutura. No hospital, os médicos ortopedistas conseguem solicitar exames como raio-x e tomografia.

A ala ortopédica havia sido desabilitada em 2012 e foi reaberta 10 anos depois, na gestão do prefeito Bruno Cunha Lima. A ala leva o nome do Dr. Ademir Costa Wanderley, em homenagem ao ortopedista que fundou, junto a outros médicos, o serviço de ortopedia do Hospital Pedro I em 1981.

Na Unidade de Pronto Atendimento Dr. Raimundo Maia, no Alto Branco, também há a disponibilidade de atendimento de emergência com ortopedista. Os casos graves devem ser encaminhados para o Hospital de Trauma.

Codecom

Botão Voltar ao topo